Perto de Ibiza, ilha de Formentera é ‘joia’ espanhola no Mediterrâneo

Colunista de OVALE, Ana Aragão faz diário de bordo sobre as belezas naturais das Ilhas Baleares, localizado na Espanha, no Mar Mediterrâneo. Ela destaca a ilha de Formentera, que oferece experiências maravilhosas

Formentera é uma pequena ilha no conjunto das Ilhas Baleares, na Espanha.

Pouco conhecida pelos brasileiros, trata-se de um refúgio de muitos europeus, principalmente os italianos.

Chega até a ser estranho se acostumar, pois a sensação que se tem é de estar na Itália e não na Espanha. Os dois idiomas se misturam, entre os que visitam a ilha e os que lá moram e trabalham.

Você pode, por exemplo, estranhar o nome das praias.

E talvez não vá saber nem pronunciar, já que todas estão em catalão.

Então, anote aí um roteiro das praias mais lindas que você vai conhecer na sua vida!

Para chegar em Formetera, só é possível saindo de Ibiza (essa sim, destino certeiro de muitos brasileiros baladeiros). São, porém, bem opostos. Trata-se de um lugar calmo, tranquilo, extremamente limpo e conservado. Por ter uma consciência ambiental enorme, foi declarado patrimônio da humanidade pela Unesco, em 1999.

Se você está em Ibiza, poderá fazer um day-trip, o famoso ‘bate e volta’, saindo de balsa pelo porto. Mas seria uma judiação passar somente um dia.

Eu indicaria no mínimo três — até porque o valor da balsa é de 46 euros por pessoa!

VIAGEM.

Eu particularmente ando numa boa de ficar em alternativas como Airbnb ou ‘Bed and Breakfast’. A ilha tem, claro, o centro com hotéis mais populares, geralmente para quem vai com família.

Mas eu aluguei uma scooter, então pude me locomover bem e me hospedar nos charmosos vilarejos, para ouvir à noite o barulho da natureza e a paz que a Formentera te passa.

As praias mais turísticas são a Es Pujols e a Ses Illetes — nessa praia o restaurante Juan e Andrea é o mais requisitado. Anote a dica!

Você vai se impressionar com os tons de azul das águas cristalinas das praias. É um verdadeiro paraíso, daqueles que vemos em comerciais de viagem dos sonhos. Achei mais bonitas que as do Caribe!

DICA.

A praia de Cala Saona é pequena, mas dona de um pôr do sol de tirar o fólego.

E, para a melhor foto, vá ao Farol de la Mola, para uma visão geral da ilha, por cima.

Entre tantas maravilhas do mundo, Formetera com certeza está no meu Top 10. Amei!.

 

A hospitaleira Lisboa, palco de arte, gastronomia e muita história

Conhecido por ser ‘trampolim’ para brasileiros em sua primeira viagem para Europa, Portugal vem recebendo cada vez mais turistas nos últimos anos; caderno +Viagem de hoje trás dicas para aproveitar a capital lusitana

Antes de embarcarmos numa viagem de quatro dias para Lisboa, vamos conhecer um pouco das transformações positivas que Portugal vem passando!

O país também é conhecido por ser o ‘trampolim’ dos brasileiros, que muitas vezes escolhem Portugal como primeiro país a ser visitado na Europa. E é até mesmo o novo lar de muitos! Não é só por conta do idioma ser igual, não!

É um país amigo, de pessoas hospitaleiras, longe de terrorismo e que também compartilha nossas mesmas paixões, como o futebol e o surf!

A economia vem crescendo cada vez mais, e o portugueses se empolgaram em abrir novos negócios e até mesmo fazer de suas próprias casas hotéis, como Bed & Breakfast…

VIAGEM.

Bom, tirando a gastronomia que todos já sabemos da fama, de seus frutos do mar, bacalhau e o Vinho verde, vamos decolar de vez na capital Lisboa e saber o que conhecer!

Para interessados em história, qualquer cidade na Europa é fácil de se encontrar um castelo, uma fortaleza… Mas em Lisboa vi algo que achei ainda mais legal de se destacar.

O Cais das Colunas: a ‘porta’ de Lisboa! Foi de lá que saiu a embarcação de Cristóvão Colombo, em sentido a explorar novos horizontes, dando de encontro ao que hoje moramos e chamamos de América!

Para passear e ver gratuitamente arte por toda parte, vá a Bairro Alto. Um local somente para pedestres, vivo, alternativo, onde a vida noturna é agitada: caminhe pelos bares, pubs e restaurantes com comida típica lisboeta, muito mariscos, bacalhau e carne.

E cerveja! Está aí mais uma familiaridade conosco, brasileiros. Acredite ou não, apesar de Portugal ser fabricante, conhecidos como embaixadores vinícolas, o consumo da cerveja chega a ultrapassar o vinho em algumas pesquisas.

Falando em vinho, você pode organizar passeios saindo de Lisboa para degustação das vinícolas ao redor — apesar das melhores estarem localizadas um pouco mas ao sul na província de Alentejo.

A 30 quilômetros fica a vinícola de Azeitão, empresa familiar ideal para ver o processo de fabricação, barris, degustar… Vale a pena, pois você conhece toda a história em uma excursão guiada! Mas fique atento para fazer a reserva com antecedência… Custa 98 euros!

Enfim, um pouquinho de que nós turistas adoramos em viagem! Gastronomia, um bom vinho, história e arte. De resto é explorar e se divertir! Tanto nós como eles, os portugueses, com o nosso idioma igual mas diferente! Boa Viagem!.