Budapeste, a cidade divida pelo Danúbio no coração da Hungria

Dividida pelo extenso rio Danúbio, Budapeste tem lado histórico e outro com a parte moderna;com um dos cartões postais mais bonitos do mundo, a capital húngara é cercada por turismo, gastronomia e badalação da vida noturna

Buda e Peste: são esses dois lados dividido pelo rio Danúbio, que compõe uma das 10 maiores cidades da Europa. Budapeste!

Eu particularmente adoro cidades dividias assim, geralmente um lado fica com a parte histórica, onde se concentram as atrações turísticas, e o outro com a parte a moderna, com uma vida noturna mais intensa.

Budapeste é conhecida por ser uma cidade barata, divertida, fácil de se locomover e, além de tudo, cheia de história. Por isso, atrai estudantes do mundo todo querendo morar por lá.

O que liga um lado ao outro é a chamada Ponte das Correntes, que passa sobre o extenso Rio Danúbio. Esse corta vários países da Europa, delimitando territórios na era do império romano.

Você consegue fazer um passeio sobre o Danúbio com almoço incluso, ou jantar romântico, ou com amigos para um drink. Enquanto aprecia a cidade de Budapeste por outro ângulo.

Eu fiz logo no primeiro dia, pois geralmente esse passeio, como um cruzeiro, você compra por agências e um guia acompanha junto, onde ele narra um pouco da história da divisão de Buda e Peste.

Budapeste tem muito o que se fazer, mas, por ser fácil de se locomover, quatro dias na capital húngara são suficientes.

Vou deixar aqui, como dica, o que meu deixou mais de queixo caído em Budapeste, um pouquinho de cada atração. Histórica, gastronômica e, claro, a vida noturna. Toda viagem que faço, separo um dos dias para acordar mais tarde e aguentar a badalação noturna descansada. Até mesmo para conhecer a cultura local dos jovens e a cena eletrônica!

DESTINOS.

O principal é a Casa de Ópera Budapeste. Localizada na famosa avenida Andrassy, possui uma das melhores acústicas do mundo, e recebe por volta de 130 apresentações por ano. Fiz um tour guiado por dentro, conhecendo as partes que geralmente não temos acesso, e nesse tour ficamos sabendo quem já passou por ali e história sobre sua construção.

O meu queixo caído é pelo interior da sala de concertos, revestido com sete quilos de ouro. Você fica perplexa com tanta beleza!

Ainda se tratando de historia e arquitetura, o Castelo de Buda, que fica em cima da colina e garante uma vista linda da cidade, e o Parlamento também são pontos turísticos imperdíveis.

Não há como ir para a Hungria e não comer o famoso goulash – em húngaro: gulyás. É uma especie de mistura de um monte de carne com pimentão, uma delicia, e se come muito por lá.

Sobre a vida noturna, Hello Baby! Isso mesmo, Hello Baby é uma das casas noturnas mais famosas de Budapeste, em um um palácio gótico. Budapeste é certamente uma cidade que quero voltar.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *